Seguidores

Aqui tudo é construindo com muita Poesia!!!

OBRIGADA.



Photobucket




segunda-feira, 29 de junho de 2009

CHUVA


Hoje mais um dia se passou.
E no peito eu trago a saudade, de uma mor distante.

Lá fora a chuva fria e fina, cai lentamente.

E uma saudade louca invade o meu coração.

Meus olhos sem querer, deixam cair uma lágrima,
com sabor de dor!
Dentro do peito, um suspiro sufocado,

para ninguém perceber, o soluço que morre na garganta.
Olho pela janela e nada vejo!
Fico olhando a chuva, que cai no chão e lembro-me,

do momento em que nos conhecemos.
Você, ainda se lembra?
No olhar as lágrimas nascem rapidamente.

E não consigo controlá-las pois, você é a causa dessa dor!

A tristeza que está agora em meu olhar, é tão somente por não tê-lo...
A saudade maltrata o coração.
Fere e é capaz de deixar cicatrizes profundas.
Esta saudade, esta distância que nos separa,

que nos deixam longe um de outro, do nosso olhar, machuca muito.
Distante do teu perfume suave e gostoso, que exala numfrescor!
A noite, vai entrando madrugada a fora, e a saudade,
vai aumentando cada instante.

Na penumbra da noite, uma luz brilhando além.

Olho até o horizonte e entre as nuvens a sua imagem,

sorrindo como, se nada estivesse acontecido...

Na tentativa de aproximar, mais perto de você,
vasculho todo o meu ser.
E essa tentativa, fere-me profundamente.
Pois sei que não posso trazê-lo.
A única certeza que tenho é que posso, trazê-lo em meu pensamento.
Ficará a doce lembrança dos beijos dados com amor,
dos olhares que trocamos, e do pequeno romance que vivemos.



(Autoria: Sandra Andrade).

6 comentários:

manuel marques disse...

O amor é uma experiência pela qual todo o nosso ser é renovado e refrescado como o são as plantas pela chuva após a seca ...

Abraço.

Pelos caminhos da vida. disse...

beijooo.

Sandra disse...

Valeu amigos.
Gosto quando estão por aqui.
Com carinh
Sandra

Sasha disse...

com prazer.Gosto do seu blogu..

Kinha disse...

Saudade, a considero mais como um dor física do que da alma... a ausência do que não tocamos, vemos é que provoca a dor...
Mas o amor, ah, o amor, este sim nasce dos floreios que a alma faz em volta do coração alheio que muitas vezes, infelizmente, não quer se tornar parceiro nesta dança ;o)
Bom domingo

paula disse...

Ola Sandra

O teu blog está muito lindo, e é muito apelativo. Estou te a deixar uma mensagem de carinho. Adorei este texto que aqui tens porque me tocou muito.

Obrigada
E Felicidades pelo teu cantinho....