Seguidores

Aqui tudo é construindo com muita Poesia!!!

OBRIGADA.



Photobucket




terça-feira, 28 de abril de 2009

QUERIA...



Queria poder entender essa luz,
Que vem do fundo dos seus olhos.

O desejo
incontido dos seus lábios, Louco para despertar o desejo do amor,
Num beijo terno, cheio de amor...

Andamos lado a lado, olhares roubados.

No coração um aperto que acaba sufocando,
pelo medo da aproximação.
Queria dizer que te amo e não consigo, pois suas frieza, é tanta que afasta a coragem de dizê-lo.
Queria debruçar sobre seu corpo e dormir profundamente,
num aconchego qualquer, sem qualquer medo da vida!
Sentir-me amada, mesmo sem ser.
Sentir-me segura por alguns instantes.

Poder sentir que tenho você com um simples amigo,
na sua integridade de ser, Simplesmente o que és.




(escrito por Sandra Andrade)

TARDE

Foi numa tarde fria que, de repente, eu te conheci.
Você veio quase que de repente...
Segurei suas mãos, num olhar profundo nos conhecemos,
Em silêncio, como na magia do amor...
Você surgiu de tão longe,
Chegou de mansinho e se aproximou do meu corpo,
E num beijo profundo, pronunciou o meu nome.
De repente, algo estranho penetra em minha vida, em minha alma.
Um calafrio passa em minhas veias,
Algo tão estranho bate mais forte em meu coração,
Num sorriso lindo, eu descobri o amor nascendo em meu peito.
Num sorriso lindo, eu aprendi a amar você!





(escrito por sandra andrade).



Amor se Desfez



O que é realmente o Amor?
Fala-se tanto em amor.

Fazem juras de amor e ninguém sabe explicar o que é relamente o amor.
Dentro do ventre materno, esse amor ganhou vida.

Em consequencia das poucas palavras de amor jogadas aos vento...
esse amor se deixou seduzir e foi levado pelas palavras de amor, deixou-se ser conduzido e acabou sendo fecundado por uma mor maior.
Mas, como será esse grande amor, quando nascer??... será que vai ser como aquele amontoados de letras, silábas jogadas ao vento?
Juramos tanto amor, um ao outro, que quando fizemos amor,
todas juras foram quebradas e jogadas no lixo, como se não tivesse mais valor algum.
Fora tanto tempo, tanta vida planejada, arquitetada e de repente,
Quando essa escuktura ganha vida,
nós quebramos ou pelo menos, tentamos destruir a formúla do amor.
Mas é impossível, pois na caricatura, nas veias que correm em seu ser,
no ar que respira, existe um pouquinho de cada um de nós.
Pulsa mais forte o coração, pois não é somente um coração, agora são dois a bater. E agora, como explicar a esse amor, que um grande amor se desfez,
Que não foi o bastante, e você partiu ficando somente nós dois.

Dois corações, a espera de uma explicação, para esse adeus.
Por que o amor não foi bastante?

Por que você teve que partir, deixando em seu lugar a dor da saudade.
O que houve com amor.
Ah, esse amor! que machuca, fere,e deixa saudades...


(escrito por sandra Andrade)


MEDITE...


Para que pensar no orgulho,
se o amor vale muito mais?
Para que pensar na dor,levar a angústia dentro do peito,
deixar a aflição tomar posse do seu ser, se existe um amor maior, que é o teu próprio ser?
Porque viver desiludido, perdido.
Não deixe a dor, o egoísmo se apoderar do teu ser.
Lembre-se de que, apesar tudo isso, existe um novo dia.
Que vale a pena viver e lutar. Que existe alguém que nos ama.
Acredite em suas vitórias.
Lembre-se que, apesar de todo o sofrimento, o amor existe, e que nada é em vão.
Não ande de cabeças baixa. Seja lá qual for a dor, a decepção, a tristeza.
Seja forte. Erga os olhos seu olhos e agradeça.
Pise firme. Ande passo por passo.
Olhando sempre à frente e chegarás ao seus
objetivos.
Medite sempre. Lembre-se que o amor existe acima de tudo.
O Amor é um potencial vivo em nossas veias, em nosso ser.
Ele é toda a essência. Foi em nome dele que tudo existe.
Lembre-se sempre, que o amor é gota de orvalho sobre as pétalas das rosas,
è uma flor no campo se abrindo.
É o riacho jorrando suas águas nas vertentes do rio,
É os animais na selva, é os pássaros voando, livres no ar.
O amor é tudo isso, e um pouco mais. è o sorriso, o choro de uma criança.
É o casal de namorados passeando pelo luar de mãos dadas, é a vida toda florindo.
(escrito por Sandra Andadre)

O AMOR



Aprendi que o amor é muito mais que isso,
Ele não existe só por existir.
O amor, é saber a diferença entre amar e gostar.
Pois gostar, se gosta de qualquer coisa.
Amar, se ama as pessoas, gente...gente como você!
é assumir esta amor, com seus defeitos e qualidades,
É poder olhar bem dentro dos olhos da pessoa amada e poder dizer: - Eu te Amo!

É poder defini o amor, como Cristo, simplesmente amor Vivo.
Que não precisa de adjetivos, verbos ou sujeitos, mas sim, simplesmente amar.
Por isso Cristo, eu te agradeço pelo o ser maravilhoso que me deste de presente.
Obrigada, porque a gente se acredita e se ama acima de tudo.
Obrigada por você me ensinar a crer, sem querer nada em troca.

Por eu poder compreender e a respeitar a individualidade.
Obrigada por você me ensinar a ser, compreensiva, perdoar, aceitar e saber ter paciência.
Obrigada, por saber amar realmente e entender o seu verdadeiro sentido e valor.
Pois, o verdadeiro amor é doar-se por inteiro ao outro, sem nada querer em troca.
Simplesmente aceitar e compreender, que o amor é vida, doçura, ternura, singeleza, esperança e espiritualidade.

Graças a ele, o amor, eu aprendi com você Cristo,
que o amor é assumir o outro como parte sua.
É tornar-se responsável por ele, é torná-lo importante na vida.

Amar, é simplesmente abrir o coração e crer no verdadeiro sentido de querer viver.
É querer sorrir, quando o outro sorrir,
É viver ao ver o outro viver, é chorar ao ver o outro chorando.
É poder sentir-se livre e gritar que te amo, mais que tudo,
porque acredito em você.

( escrito por Sandra Andrade)

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Se eu Fosse a Chuva

http://i266.photobucket.com/albums/ii267/sanseifofinha36/e18so4wj0.gif

Se eu fosse a chuva!
Iria cair lentamente,
sobre seus cabelos como se
Quisesse afagar fio por fio...

Se eu fosse a chuva!
Iria cair pingo por pingo,
Para formar uma lagoa
E fotografar seu rosto quando passasse...

Ah! se eu fosse a chuva!
Para poder cair lentamente
Sobre o seu corpo,
Banhá-lo por inteiro
e sentir as emoções mais puras
e eternas da suavidade...

Se eu fosse a chuva!
Queria espiá-lo todas as manhãs,
através das gotículas de orvalhos,
Que ficam sobre a janela de seu quarto...

Se eu fosse a chuva!
Iria molhar seu rosto e suavemente descer até seus lábios e
beijá-lo carinhosamente.

(escrito por Sandra Andrade).



quinta-feira, 9 de abril de 2009

Amar Você é...


Queria ser seu sorriso e estar sempre em seus lábios.
Queria ser sua lágrima, embora doce ou salgada,

nada importa, mas o valore que lea representa...

Esta distância, vem acompanhada de saudade,

da qual vem provar-me que és importante para mim.

A saudade traz a necessidade de estar ao seu lado.
O calor trazido pelos seus afagos,

A sensualidade contidas em seus lábios na ora do beijo,

A ternura vinda do coração, esses sim,
mostra a valiosidade que você tem para mim.

Ah, saudade!
Por que esta dor, ferindo lentamente?!
Você não mede sacrificio,
simplesmente se apossa do meu pobre peito.

Sem querer meu amor,
você se torna muito importante para mim.

A vida não tem graça sem você.
tudo para, e só me lembra você...
Essa Saudade, distancia, corre a alma.

Dá uma tristeza tão grande que até esquece o mundo lá fora.

Queria parar o tempo nesta hora e correr até você,

Para vivê-lo intensamente todos os seus momentos.

Fazer de conta que tudo iria se acabar...e viver intensamente este amor.
Construir um paraiso só nosso.
Criar mil fantasias, mil canções só para você.

Sonhor milhares de sonhos.

Deixar o delírio de amor tomar conta de nós dois e viver as emoções.

Extravasar nossos sentimentos e as loucuras invadirem nossos corações.

Amar é descobrir que a vida é muito mais bela.

É querer viver imensamente todos os instantes...

Amar você é tudo isso.
É desejar que tudo ao seu redor pare.
Amar você é simplesmente amar.

Amar sem medo, simplesmente amar e nada mais.

Quero tê-lo sempre.
Quando eu feri o seu pobre coração,
Por favor não me odeia, simplesmente perdoe,

Porque amo Você!
Aamovocê. Talvez amanhã outros sonhos virão e
Quem sabe poderemos realiza-los juntos,
como se fosse os primeiros de cada um dia em nossas vidas.
Viver é isso.
É torcer pela alegria do outro e nada mais.



(escrito por Sandra Andrade).

Amo Você.




Lá fora está chovendo mundo!
Aqui dentro a saudade invade meu coração.
Choveu a tarde toda, até parece inverno.
Muito Frio, muito vento.
Ah! saudade!
Queria neste momento tê-lo ao meu lado.
Te fazer carinho,
Ouvir o pulsar do seu coração,
Beijar teu corpo e te fazer amor...
Depois te chamar de amor,
Te levar pra cama e te amar até o amanhecer...
Te levar café no quarto,
Olhar no teu olhar terno e carinhoso e dizer é grande o meu amor...
Ah! paixão!
Não é poesia não!
É apenas saudades desse amor ausente.
Com esse frio gostoso e a chuva que cai lá fora,
Queria te envolver com muita magia e rolar pelo teu corpo inteiro.
Deitar no teu ombro e sentir apenas a respiração do teu corpo cansado,
E o suspiro de um pobre coração que te ama com emoção...
Queria ser sua pele gostosa e deitar suavemente
Sobre ela e num gesto carinhoso, banhar todo o meu ser...
Amo Você!
Estou morrendo de saudades!
Estou feliz!Mas meu coração chora esta distância.
Quem dera ser o ar que você respira o tempo inteiro.
Quem dera ser a chuva fina e molhar seus cabelos,
Escorrer entre a face e morrer na sua boca com um
lindo beijo de amor.
Ah, vida!
Quem me dera você estar aqui!

(escrito por Sandra Andrade)

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Ternura



Na ternura do teu olhar,
Vi todos os meus sonhos se realizando,
Como se o sonho, não fosse sonho,
Apenas sim, uma realidade.
Na ternura de teu sorriso.
Eu vi a flor se abrindo,
Vi também seu sorriso,
Desabrochando depois da dor.
Na ternura de teus beijos
Eu senti o sabor de amar alguém, o sabor de viver...
Na ternura de teu corpo, eu senti o calor carinhoso,
De aquecer a alma ferida!
Na ternura de tuas mãos,
Eu pude sentir a umidade da sensualidade humana.
Na ternura de sua voz suave, eu percebi que a vida,
Não se vive só de palavras arrogantes e sim de palavras doces.
Na ternura da noite,
Eu pude apreciar a alegria da fantasia sonhando com você!
Na ternura de um amanhecer,
Eu observei a beleza do orvalho.
Sobre a rosa, ainda tão pequenina e pura,
Como se fosse se perfume.
Na ternura da chuva, eu ouvi a cantiga molhada,
E linda em meu coração,
Que um dia por engano eu confundi com o meu pranto.
Na ternura da aurora, eu pude ouvir o canto suave da lua,
Se despedindo do sol.



(escrito por Sandra Andrade)

Simplesmente Amar...


Meu coração bate forte quando penso,
Penso em falar com você.
É uma emoção forte surgindo no peito,
Crescendo suavemente, da qual sinto bater e vibrar todas as minhas veias.
O sangue aquece e corre mais rápido e uma vontade
de correr e dizer que te amo, ainda é maior.
Ah! quem dera sair sair por ai e falar ao mundo inteiro do meu amor...
Tudo isso é maravilhoso, porem que dá a certeza de querer sempre mais.
Essa vontade imensa que invade a alma,
Aperta o peito e um gemido sem fim
morre na garganta com a leveza do sorriso.
Um suspiro profundo, trás a nostalgia e vibração de magia,
nesse coração grande que, aprendeu a amar e ser amado.
Hoje o tempo me ensinou que você é o ser mais belo que escolhi para amar.
Por isso, lhe digo em forma de poesia:
Vida! igual a você não poderia escolher ninguém, melhor para amar.



(escrito por Sandra Andrade)

Poesia


Foi num olhar simples,
Que te descobri.
Foi num sorriso triste
Que aprendi a amor você.
Foi numa palavra doce
Que descobri o sabor da frase mais linda,
Saída de um coração apaixonado
Amo Você, Vida Minha!
Foi num gesto carinhoso
Que descobri toda a ternura de amar alguém!
Foi num sussurrar delicado,
Que você falou, sem querer, que me amava!
Foi num tocar malicioso
De seus lábios nos meus,
Que senti toda a pureza que se encontra dentro de você!
Foi num rítimo suave, que cavalguei todo o seu corpo,
E descobri todas as formas
Sensíveis de se receber e dar carinhos.
Foi na música que envolvi teu corpo, junto ao meu!
Foi num balé mais lindo que já apreciei.
Nosso mundo era só amor,
Nossos encantos só poesias.



(escrito por Sandra Andrade)

Amor.


Sei que muitas vezes, não podemos abafar a dor na garganta,
por que nos olhos uma lágrima nasce e fica mergulhando
na menina dos olhos.
Saber que tenho um amor e que não posso tocá-lo é magoar-se.
É machucar a alma e deixar um choro incontido no peito,
Querendo desabafar e desabrochar uma esperança no rosto...
Por que somo assim?
Por que não aceitarmos esse amor inocente que está ai?
Por que deixarmos o escudo do orgulho ferir nosso coração?
Por que és incessível, frio,
Capaz de magoar profundamente?
Por que insistirmos em não deixar toda a dor de lado e viver
o nosso grande amor?
Por que insistir no adeus,
Quando o nosso coração está dizendo, sim ao amor!




( escrito por Sandra Andrade)

Luar.



Hoje parei para pensar,
Parei para pensar em nós...
E principalmente em você!
Parei para analisar o significado de sermos nós.
No significado que tem o amor...

Nas palavras pequeninas, de que tantas falam.
Parei para pensar em você,
Para descobri porque te amo.

O porquê deste amor ser tão cruel,
Quando se ama alguém que está longe.

Parei para pensar por que a luz da noite retrata a luz dos teus olhos!
Por que a noite se esconde atrás do luar.
Por que as ondas do mar representam as ondas do teu corpo.

Parei!

Sim eu parei, para poder entender,

Por que meu coração insiste em te amar...

Por que ele me faz sofrer tanto assim!

Por que a saudade me acompanha.

Por que ela vem junto com a tarde que cai serena e calma;
como se fosse um criança que dorme docemente.
Por que meu coração pulsa mais forte, quando lembro de você.
Por que tenho vontade de gritar teu nome bem alto e dizer, ao mundo inteiro, o quanto eu te amo.



( escrito por Sandra Andrade).

Pensamento.


Vagando pelo pensamento,
Caminhei em direção ao meu coração,
E descobri que lindo, foi o trajeto feito com muito amor e emoção.
Pois, neste vagar sem destino, sem rumo e direção,

Encontrei você à beira do caminho,
Passeando passivamente, como um pássaro

Que voa pela imensidão e retorna ao aconchego do lar...


Vagando com o meu pensamento,

Senti a emoção forte,
de vê-lo passar num momento repentino.
Vagando pelo pensamento,
Vi você tão à espera de um amor
Que alguém um dia lhe negou.

Vagando pelo pensamento,

Vi a pureza do teu olhar,
A beleza do teu sorriso,
E a ternura do teu encanto.


Vagando pelo pensamento,
Senti a vibração quente,
Correr dentro do peito,
Quando você passou de repente.

Vagando pelo pensamento
, Acabei adormecendo e sonhei com você!
E quando acordei, tu estavas do meu lado Querendo me amar...





(escrito por Sandra Andrade)


sábado, 4 de abril de 2009

Caminhando pelo Mundo.



Caminhando pelo mundo,descobri maravilhas que nele existe:
a natureza, a flor, a neblina, o entardecer e o amanhecer, a brisa, o sol,
o fogo, a ternura, as estrelas, enfim,descobri a obra de arte.
Não precisa ser autografada, ou rubricada, pois
a sensibilidade dos olhos humanos já sentiram o grande escultor,
Passeando pelo mundo, eu vi esses mesmos homens, se que se diziam humanos,
matarem, tirar, roubar o pouco que lhes tinham ou daqueles que nada tem.
Vi também, aqueles que nada tinham, levarem amor, fé e esperança para aqueles que lhes furtaram, pois, o importante era o material e esqueciam a espiritualidade.
Sugavam até a última gota do suor, do sangue que corria nas veias dos pequeninos,
para fortalecerem os seus propósitos, o seu pedestal.
Espremiam até a última gota do suco do seu organismo,
pois, não tinham a sensibilidade de perceber que dentro
daquele mesmo ser estava assinado, a rubrica de uma obra Divina...
Esqueceram de perceber que dentro daquele mesmo produto sugado,
estava o retrato, a imagem de quem um dia construiu,
embelezou essa vida com suas próprias mãos e nada cobrou.
Esqueceram-se de acordar e ver que,
dentro daquele mesmo suco espremido,
também corria a última gota suada, sofrida, do autor que, tanto amou e ama,
que projetou para sua imagem um ser lindo sem distinção, sem preconceito...
...Mas, que deu tudo e todo um colorido a essa natureza que ai está.
E você. já me percebeu? já sabe quem sou?
ou preciso assinar a minha obra!!!



(escrito por Sandra Andrade)



Introdução do Livro


O Ser humano possuem vários dons, vários caminhos.
De repente uma dessas luzes brilham mais forte,
então se percebe que está na hora da participação. Horizontes se abrem, emoções se partilham.
São expressões de sentimentos que afloram no coração, querendo voar, querendo ser livre.
É maravilhoso nos questionarmos sobre as coisas que existem, e até sobre tudo o que existe em nosso ao redor.
Cada um de nós tem um pouco de poeta, de filósofo, enfim, cada ser tem um dom e cabe ser explorado.
Toda vitória é um fruto de luta.

Para que isso realmente aconteça é preciso lutarmos, acreditar e semear. Cedo ou tarde a felicidade virá e um sonho se realizará.
Meu amigo, este livro é um sonho,
é um pedacinho do meu caminho, de alguém que acreditou e sonhou.
A utopia do sonho muitas vezes é válida para chegarmos lá.

Todo o homem que sonha se aproxima da realização e
edifica ainda mais seus planos de vida.
Pois, abrir novas esperanças faz acender novas luzes que estão escondidas dentro do coração.
Nunca é tão tarde para começar e acreditar e nunca é tão cedo para realizar. Basta lutar e fazer acontecer.
É isso que trago em meu livro.



(escrito por Sandra Andrade)

Meu Livro-Sinal de Liberdade




A partir desse momento estarei registrando todas as minhas poesias, que já escrevi e estarei escrevendo.
Pois o meu grande sonho é publicar uma nova edição do meu livro, na cidade em resido,atualmente. Esta primeira semente foi possível com a colaboração e patrocínio da poeta Lageana, Lélia em 1990.
Este blog, foi criado para registrar todos esse momentos de sentimentos de amor e paixão que cada um de nós traz guardado no peito.

Falar de amor em versos e prosas é maravilhoso.

Sinal de Liberdade é uma alegria muito grande para mim.
é um momento livre de poder se expressar com amor, os sentimentos que vivemos em quanto pessoa.
Cada um de nós tem a sua história, que merece ser registrada, de uma forma ou outra.
São momentos que marcaram minha adolescência.Falam das nossas perdas e ganhos, dos desencontros e encontros.
Curta este momento.Sinal de Liberdade -uma expressão de sentimento, vale a pena.














(escrito por Sandra Andrade)